Amo quando recebemos cartinhas de pessoas que passaram por momentos conturbados, mas as histórias terminaram com um final feliz e com uma bela lição para os outros leitores. Vem cá derreter comigo:

Olá meninos,

Tenho acompanhado a pagina de vocês a pouco tempo, por indicação de um amigo, mas já estou fascinado com a forma que escrevem sobre diversos assuntos. Por isso, queria compartilhar minha experiência aqui.

Há exatamente um ano, conheci pelo Tinder o menino com quem me relaciono até hoje. Nossa química sempre foi boa e logo na nossa primeira saída fomos para a cama.

Ele é 5 anos mais velho do que eu, graduado e com um bom emprego. Eu acabei de me formar e passar num concurso publico.

Já estávamos há 3 meses juntos, quando em exames de rotina descobri ter HIV. Fiquei abalado e, sem saber o que fazer, não consegui falar com ele por uma semana. Meu medo de contar sobre o assunto estava muito grande.

Até que um dia ele me chamou e perguntou o que estava acontecendo e, assim, acabei revelando meu diagnóstico.

Sua resposta foi curta e direta:

– Pra mim não muda em nada amor, obrigado por me contar, tenho que ir ao médico também.

Seus exames indicaram que não tem o vírus (sempre havíamos nos protegido juntos). Ele não me questionou em nada sobre como havia contraído, ou qualquer outra coisa.

Ele já costumava ir à minha casa (apesar da minha família não saber do nosso relacionamento) e, a partir dali, passou a frequentar mais ainda, além de sempre me mandar mensagens. Estamos completando um ano juntos, temos rotinas corridas, mas o nosso relacionamento continua o mesmo, com respeito e cuidado.

Entendo quando vejo os meninos dizerem que ficam receosos em contar para seus companheiros sobre suas sorologia. Como disse, também tive esse medo, sei o quanto é difícil. Mas o que mais vale é ser sincero. Isso pode assustar no começo, mas se a pessoa gosta MESMO de você, garanto que ela vai querer saber mais e vai estar ao seu lado.

Obrigado pela atenção meninos e parabéns pela página.

.

Feliz que as coisas deram certo no seu relacionamento. Penso que se a pessoa que está tendo um relacionamento termina porque o namorado está com HIV, já é um sinal de que esse relacionamento não devia mesmo existir. Não por causa do vírus, mas porque a pessoa que terminou com o soropositivo por esse motivo é muito babaca mesmo.

Com o tratamento certo (que é de graça no Brasil), o HIV não se transforma em AIDS e tanto o soroposotivo quanto seus parceiros podem viver de boa como qualquer um.

Vamos fazendo, tentando abrir a cabeça da galera, para um dia acabamos com esse preconceito em torno do HIV.

large

Tudo de bom para você e para o seu boy....

.

.

.


11113385_644036665701228_6297936390572303543_oConfira a loja virtual do 2 de Paus 

About The Author

Henrique Assis

Henrique Assis, mais conhecido como Magoo - por não enxergar muito bem sem seus óculos -, é um típico leonino narcisista que pegaria a si mesmo se um dia cruzasse consigo em uma dessas baladinhas alternativas. Com 25 anos e formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Católica de Brasília, trabalha como designer e é apaixonado por arte. Todo tipo de arte, mas principalmente se ela for relacionada com peladeza e sacanagem.

Related Posts